Sedes stercoraria

vatican_sistine_chapel_gabinetto_chair-768x1024

Um interessante mito sobre o papado é de uma tal papisa Joana. Logicamente, ela não existiu. Porém, existe uma lenda que, desde então, o papa deve, em sua eleição, sentar-se em um trono com um buraco para que o papa novo fosse confirmado ser homem. Essa cadeira é a sedes stercoraria.

Os tronos com buracos realmente existem em São João de Latrão, e foram utilizados na elevação do Papa Pascal II em 1099. Na verdade, ainda está nos Museus Vaticanos, outro no Musée du Louvre. Eles têm realmente um buraco no assento. No entanto, a razão para o buraco é disputada, mas como ambos os bancos e seus buracos antecedeu a estória da papisa Joana, e de fato o catolicismo por séculos, eles claramente não têm nada a ver com a necessidade de verificar o sexo de um papa. Especula-se que eles eram originalmente bidês romanos ou cadeiras de parto Imperial, que por causa de sua idade e ligações imperiais foram usados ​​em cerimônias com intenção dos papas em destacar a seus próprios desejos imperiais. O humanista Jacopo d’Angelo de Scarparia que visitou Roma em 1406 para a entronização de Gregório XII, viu que o papa se sentou rapidamente em duas “cadeiras furadas” no Latrão, disse: “o homem vulgar conta a fábula insana que ele é tocado para verificar se ele é realmente um homem.”

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...